sexta-feira, dezembro 10, 2010

a palavra é o domínio sobre o mundo

Hoje eu vi uma twittada de SoniaBertocchi que me deixou intrigada

Na verdade eu já havia visto esta frase em outras vezes, mas, como nosso olhar é construído pelas nossas vivências, hoje me chamou mais a atenção.

Minha liberdade é escrever. A palavra é o meu domínio sobre o mundo ~ Clarice Lispector


Seria correto, então, afirmar que nossa atuação no mundo depende das coisas que conhecemos?
Me parece que não é uma relação linear entre número de coisas que "dominamos" ou que conhecemos e nosso poder sobre o mundo. Apesar disso, também me parece verdadeira a relação de que quanto menos eu sei, mais fácil será para outros sujeitos me dominarem.
Ao mesmo tempo, venho argumentando que a construção de conteúdos digitais, pela forma com que os sujeitos se aproximam das situações e dos conceitos, contribuem para a promoção dos conhecimentos dos sujeitos. A busca pelos conceitos científicos, o conhecimento da situação e a familiaridade com as tecnologias seriam condições necessárias que o sujeito fosse se aproximando ao construir seus conteúdos digitais. E daí minha inquietação: seria correto afirmar que, se os sujeitos tem acesso livre à informação e aos meios de produção, tendo a possibilidade de escrever e editar (criar informações novas), eles teriam maior domínio sobre o mundo?

Não concordo de todo com isso (mas em algumas partes sim), mas gostaria de ver o que os leitores pensam...

3 comentários:

dasilvaorg disse...

Acho que há uma armadilha aí no "acesso livre". Porque essa liberdade de fato não existe, é aparente.
Liberdade pra mim pressupões a capacidade de escolher e que haja opções de escolha.
As opções não existem e a capacidade de escolha, para as pseudo opções existentes, é essencialmente na verdade um resultado de condicionamentos. Difícil pensar nisso. Por outro lado, se virmos essas liberdade total e essa capacidade de escolha apenas como tipos ideais o que podemos vislumbrar, trabalhar por, neste processo?

Museu Exploratório de Ciências disse...

Amigos Professores, bom dia!


O Museu Exploratório de Ciências - UNICAMP recebe até 9 de agosto, em sua página na internet, as inscrições para a 3ª Olimpíada Nacional em História do Brasil (ONHB). Composta por cinco fases online e uma presencial, a competição envolve professores e alunos na resolução dos problemas propostos, com o objetivo de estimular o conhecimento e o estudo, despertando talentos e aptidões.
A primeira fase da competição começa dia 15 de agosto. A fase presencial acontece no dias 15 e 16 de outubro, na Universidade Estadual de Campinas.
Podem participar estudantes regularmente matriculados no 8º e 9º anos do ensino fundamental e demais séries do ensino médio, de escolas públicas e privadas de todo o Brasil. Para orientar a equipe, composta por três estudantes, é obrigatória a participação de um professor de história.

Gostaríamos que divulgasse a Olimpíada em seu site/blog, para que professores e alunos interessados pudessem participar.

Visite nosso site:

www.mc.unicamp.br

Quaisquer dúvida envie um e-mail para:

olimpiadadehistoria@gmail.com

Muito obrigado!

António Pereira disse...

Se achar que pode ser útil para os seus leitores e leitoras, aqui fica o endereço de um blogue inteiramente dedicado ao Novo Acordo Ortográfico: http://acordo-ortografico.blogspot.com
AP